Bíblia na Linguagem de Hoje: Versão, Traição ou Tapeação?

1. Introdução

“Nada acrescentes às Suas Palavras, para que não te repreendas e sejas achado mentiroso”
(Prov. 30:5-6)

O ataque satânico contra a palavra de Deus remonta o Jardim do Éden. A primeira intervenção de Satanás na História foi adulterando e pondo dúvida na Palavra de Deus: Nascia a primeira Bíblia na Linguagem de Hoje!

O primeiro pecado de Eva foi o de aceitar a suposta palavra de Deus “modernizada” da boca do Diabo. Séculos mais tarde, Satanás recorreu novamente às Escrituras para tentar o Mestre Jesus em Mateus 4:1-11. Com o passar dos séculos, após a consumação da revelação de Deus no Apocalipse, o ataque satânico ficou mais bem elaborado, usando supostos crentes e sociedades Bíblicas infiéis. Nasciam “versões” mais POPs, mais adequadas, mais ao estilo das bancas de jornal.

2. Histórico vergonhoso: Ecumenismo!

No final da década de sessenta, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), que é a filha da apóstata UNITED BIBLE SOCIETIES (UBS), se preparava para o lançamento da Bíblia POP. Não só isso, vejamos também como as citações abaixo revelam claramente que a apostasia e ecumenismo contaminavam a Comissão da Bíblia na Linguagem de Hoje:

“A Diretoria da SBB reunida no dia 24 de Outubro de 1967, resolveu autorizar a composição de uma comissão paritária, formada de elementos da igreja católica e de evangélicos, para o estudo da possibilidade de tradução conjunta do Novo Testamento” (Circular da SBB, de 15 de Fevereiro de 1968).

“…verificamos como a CNBB, através do boletim Telepax, nº 141, cientifica o clero romano: ‘No dia 20 de Maio deste ano, reuniu-se a SBB, sob a presidência de Dom José Gonçalves da Costa, Secretário-Geral da CNBB, e do Rev. Ewaldo Alves, Secretário-Geral da SBB, com a presença dos assessores, observadores e convidados, a Comissão Paritária Nacional (quatro evangélicos e quatro católicos), com o fito de estabelecer os PRINCÏPIOS orientadores para a edição conjunta do Novo Testamento para uso de todos os católicos e evangélicos do Brasil…'”

(Obs.: o ano é 1968. A citação é do Livro “A Bíblia Traída” Pr. Aníbal Pereira Reis, p. 45)
“O outro passo – e gigantesco passo – aconteceu com a divulgação da obra cognominada A BÍBLIA NA LINGUAGEM DE HOJE em Julho de 1973 da qual 80.000 exemplares receberam a água benta do Imprimatur.”

(Citação do Livro “A Bíblia Traída” Pr. Aníbal Pereira Reis, p. 47)Se o ecumenismo é uma abominação ao Senhor, já se conclui que os envolvidos com esta idéia eram rebeldes e apóstatas. A SBB produziu então, a infame Bíblia na Linguagem de Hoje (BLH), a segunda maior catástrofe Bíblico-teológica em língua portuguesa, só perdendo para a perversão “Mundo Novo” das Testemunhas de Jeová, mas não por muito, pois o texto grego pervertido que baseia ambas é o mesmo: O FAMIGERADO WESTCOTT-HORT.

Continuar lendo

Anúncios