“Deus não é um adorador do Homem”


Nós temos ensinado vocês tão erroneamente sobre o evangelho. Minha geração (a geração do “Eu” e do “Mim”) fez de vocês o centro do evangelho. Nós fizemos de vocês o centro da obra salvadora e redentora de Deus, e não a demonstração de Sua glória para as nações. E se você está imaginando: “Qual é a relação entre glória e santidade?” Eu a colocarei de uma maneira bem simples. “A glória de Deus” é o esplendor da sua força em torrentes de sua santidade intrínseca. “Santidade” é o Seu valor infinito e a Sua perfeição moral como a pessoa única e incomparável que Ele é. A sua “Glória” é a quando isso é demonstrado publicamente para as pessoas verem e se prostrarem.

Nós temos dito para você: “O evangelho é sobre você e seu valor, a cruz é sobre você e o seu valor.” É isso que minha geração tem entregado em milhares de maneiras para você. E eu não ficaria surpreso hoje, a parte da maravilhosa graça em sua igreja local, de que vocês não crêem nisso. A paixão de Deus. Vocês alguma vez já ouviram uma seqüência de pensamentos como este? Antes de você aparecer em cena ou este universo existir, Deus era Santo. Infinitamente valioso e incomparável, absolutamente único, e Ele sabia disso. E Ele amou isso, e Ele guardou como um tesouro, porque Ele é sábio e justo, e uma pessoa justa sempre estima o que é mais valioso. Portanto, antes de você sequer existir Deus estimou a Si mesmo acima de todas as coisas. Ele viu as suas próprias perfeições radiando de Seu infinito, glorioso, divino Filho e Ele amou ao Filho. E o Filho amou ao Pai, e o Espírito Santo pessoalmente e poderosamente radiou entre o Pai e o Filho antes mesmo de sequer você aparecer. Já havia uma enorme alegria naquela realidade, e então você veio, e vou dizer uma coisa, NADA MUDOU! Deus não se tornou subitamente um idolatra quando ele criou o homem, colocando o homem no lugar que pertence a Deus. Deus não é um adorador do Homem, Deus é um adorador de si mesmo, ou você negaria a Ele as maiores alegrias do universo? Mas nós não te dissemos isso.

Nós alimentamos vocês em seu egocentrismo. Nós ensinamos vocês um evangelho da auto-estima que cura todas as doenças e colocamos Deus na periferia disto como um meio para sua auto-exaltação. Portanto, há uma grande barreira, há uma grande barreira aqui. Minha geração falhou em si mesma com vocês de muitas maneiras. Você não é o centro dos valores de Deus, a glória de Deus é centro dos valores Dele. Você não é o centro da obra redentora Dele, a magnificação de Cristo em sua vida é o centro da obra redentora Dele. Você não é o tesouro do evangelho, Deus é o tesouro do evangelho.

Trechos de uma pregação de John Piper…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s